Porque as empresas quebram?

Quem pensa em iniciar um empreendimento já merece os parabéns, pois provavelmente trata-se de alguém com atitude e que busca o sucesso de alguma maneira ou apenas melhores condições de vida.

Assim nasce a maioria das pequenas empresas, de um anseio, de uma ideia, de um produto, mesmo que seja uma pessoa com atitude, paciência e perseverança, que é o perfil de empreendedores de sucesso em sua grande maioria, não se iluda em pensar que somente isso é suficiente.

A morte da maioria das pequenas empresas acontece já nos primeiros anos de vida, isso se deve ao fato do despreparo de seus fundadores. Apesar de seu conhecimento técnico em um determinado produto, muitas vezes até melhor do que existe no mercado, não sabe avaliar as condições de mercado, tampouco gerenciar os principais fatores que vem junto com a criação de uma empresa formal.

Ter uma grande ideia ou domínio técnico na produção de um produto não significa que você terá sucesso, pois o que determina o sucesso é o saber fazer.

Saber fazer o quê?

Segundo estatísticas recentes a falta de planejamento e organização são as maiores causas geradoras de sofrimento e estresse e quebras de empresas. Isso porque, sem isso não há como saber “onde você está pisando”. Tem uma frase célebre que diz: “quando não sabemos onde queremos chegar, qualquer lugar serve”.

O que devo fazer para iniciar um planejamento e organização financeira?

O planejamento dá uma visão clara da situação, um panorama dos possíveis cenários que você vai enfrentar, por isso é importante ao iniciar um projeto, no mínimo alguns estudos prévios você deve fazer:

– Estudar o mercado e conhecer a concorrência;

– Estratégias de Divulgação e vendas;

– Possíveis fornecedores;

– Aspectos legais (deveres e obrigações), tudo que envolve a abertura de uma empresa formal;

– Infraestrutura necessária para o início da operação;

– Colaboradores necessários e seu impacto financeiro;

– Avaliação econômica para o seu negócio;

– Avaliação da viabilidade do negócio.

Veja que antes mesmo de colocar a mão na massa e sair fazendo a coisa acontecer sem nenhuma informação, você já consegue com essas simples medidas e “previsões” ter um planejamento financeiro e esse planejamento vai lhe dar muitas respostas táticas que auxiliarão você nas tomadas decisões mais assertivas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *